Topo
E-mail redacao@noca.com.br
Faça do NOCA sua home Página inicial
Data Terça-feira, 30 de maio de 2017
Anuncie Anuncie
       
Topo
Mural
BOM DIA NICE COELHO, quero ouví a musica Miragem no Deserto com a Banda Noda de Cajú. Abra...
FLAVIO VILANOVA O ADVOGADO, BRASILIA - DF
Vou ganhar porque vou curtir uma das melhores músicas de forró de vaquejada do Brasil. Com...
Fábio Silva, Caxias - MA
+ mais mensagens
 
Faça sua Busca!

Notícias Colunas
Cinema
:: DICAS DE VÍDEOS
:: Busca de Filmes
Filme:
 
Piratas do Caribe: A Vingança de Salazar
O capitão Salazar (Javier Bardem) é a nova pedra no sapato do capitão Jack Sparrow (Johnny Depp). Ele lidera um exército de piratas fantasmas assassinos e está disposto a matar todos os piratas existentes na face da Terra. Para escapar, Sparrow precisa encontrar o Tridente de Poseidon, que dá ao seu dono o poder de controlar o mar.
Corra!
Chris (Daniel Kaluuya) é jovem negro que está prestes a conhecer a família de sua namorada caucasiana Rose (Allison Williams). A princípio, ele acredita que o comportamento excessivamente amoroso por parte da família dela é uma tentativa de lidar com o relacionamento de Rose com um rapaz negro, mas, com o tempo, Chris percebe que a família esconde algo muito mais perturbador.
Rei Arthur: A Lenda da Espada
Arthur (Charlie Hunnam) é um jovem das ruas que controla os becos de Londonium e desconhece sua predestinação até o momento em que entra em contato pela primeira vez com a Excalibur. Desafiado pela espada, ele precisa tomar difíceis decisões, enfrentar seus demônios e aprender a dominar o poder que possui para conseguir, enfim, unir seu povo e partir para a luta contra o tirano Vortigern, que destruiu sua família.
Filme: "De Menor"
Genêro: Nacional
Sinopse: Uma série de dúvidas e inseguranças marca a adolescência e a torna um período difícil para quem a vive. Isso se torna visível quando o jovem faz algo de errado e/ou ilícito: todos perguntam "como devemos puni-lo e fazer com que aprenda a lição?". Esse questionamento permanece durante toda a exibição -e continua depois- do longa "De Menor" (2013), ganhador do prêmio de melhor filme no Festival do Rio no ano passado e que, após circular muito bem em outros festivais, estreou comercialmente dia 4. Trata-se do primeiro trabalho em direção de longas de Caru Alves de Souza, filha de Tata Amaral, que demonstra ter herdado o talento da mãe, mas se afasta de qualquer possibilidade de ficar sob a sua sombra ao apresentar uma obra tão contundente, logo de cara. A diretora, que acredita que "o cinema tem de enfrentar questões mais urgentes", usou a experiência pessoal da sua prima na Defensoria Pública, em Santos, para poder falar de um tema que a instigava: a situação de abandono de crianças e adolescentes, seja no âmbito familiar ou na esfera governamental, e as consequências disso. A história acompanha, pacientemente, Helena (Rita Batata), apresentando-a aos poucos para o público. No início, o espectador pode até achar que a personagem é a "de menor" do título, devida a aparente jovialidade de sua intérprete. Também é provável que fique que em dúvida sobre a relação dela com o adolescente Caio (Giovanni Gallo), porque só depois de sugestões de algum envolvimento incestuoso entre eles é que se revela a natureza de tamanho envolvimento e apego de um ao outro: os dois ficaram órfãos. Tudo isso se descobre nas sutilezas do roteiro de Caru e Fabio Meira, onde tudo ocorre de forma gradual. Da mesma maneira, é com calma que o texto entrega o fato de Helena ser uma defensora pública atuante no Juizado de Menores de Santos, onde tenta propor soluções melhores para os jovens que lá adentram, apesar das condições adversas. Por isso, ao pensar sobre a indefinição de órgãos oficiais sobre a idade em que ocorre o fim da adolescência, não é difícil compreender que a protagonista, embora não seja menor de idade, ainda tem as mesmas inseguranças de uma adolescente. A maturidade que mostra em sua vida profissional é esvaziada quando ela se encontra em casa. A trama caminha para um óbvio cruzamento dos dois mundos em que Helena convive. Mesmo assim, Caru não trabalha isso de forma melodramática -até a trilha sonora de Tatá Aeroplano e Junior Boca é introduzida na medida certa; prefere mostrar o desenrolar dos acontecimentos e de emoções crescendo até o choro, por exemplo, em vez de filmar as lágrimas vertendo do rosto. A escolha ajudou Rita Batata, de "Não Por Acaso" (2007), a fazer uma atuação notável, digna do prêmio de melhor atriz que recebeu no Festival do Rio. Os ensaios foram fundamentais na intimidade que Rita e Giovanni, da série "Pedro e Bianca" (2012-2014) conseguiram criar em cena, dando veracidade à relação de Helena e Caio. Embora se ressinta de um maior desenvolvimento dele enquanto personagem, é preciso frisar que essa falta de conhecimento das intenções e motivações do garoto existe porque ele é apresentado sob o olhar dela, que parece não conhecer, ou melhor, não quer enxergar tão profundamente o irmão. Os dois meses de preparação do elenco também serviram para que os atores conhecessem a fonte de inspiração do filme. Eles assistiram a uma série de audiências em Santos, entrando em contato com o ambiente e as pessoas que habitam aquele lugar, como o defensor Thiago Souza Santos. Rui Ricardo Diaz, que interpreta o promotor Paulo, diz que a experiência serviu para conhecer, de fato, a realidade do promotor de justiça no Brasil, bem diferente daquela vista nos filmes hollywoodianos. Por sua vez, Caco Ciocler conheceu o juiz Evandro Renato Pereira, da Vara da Infância e Juventude santista, cujo comportamento paternal, entre a imposição de respeito e a informalidade das conversas, serviu de inspiração para o seu papel, como o magistrado Carlos. A pesquisa realizada por Caru sobre os casos de infração entre os menores mostrou que eles são muito parecidos entre si e resultaram nos três episódios mostrados ao longo da película, encenados por jovens da própria cidade litorânea paulista, selecionados em um workshop local.
Filme: "Guardiões da Galáxia"
Genêro: Ficção
Sinopse: "Guardiões da Galáxia" está de volta ao primeiro lugar das bilheterias de cinema dos Estados Unidos. O filme superou as estreias "If I Stay" e "Sin City: A Dame to Kill For" e arrecadou US$ 17,6 milhões, segundo estimativa do estúdio. As informações são do site The Wrap. Esta é a segunda vez que o filme da Marvel chega ao topo, com um intervalo de duas semanas entre as duas vitórias. É a segunda vez no ano que uma produção vence em semanas não consecutivas. Com isso, "Guardiões da Galáxia" se tornou uma espécie de "rei do verão" americano, por ser o título de maior arrecadação durante as férias escolares. O segundo lugar ficou com "As Tartarugas Ninja", arrecadando US$ 16,8 milhões no fim de semana. A produção da Paramount Pictures, em cartaz há três semanas, já acumula pouco mais de US$ 145 milhões. O estreante "If I Stay" ultrapassou o tão esperado "Sin City: A Dame to Kill For" na corrida pela bilheteria do fim de semana. O drama ficou em terceiro lugar, com arrecadação de US$ 16,4 milhões. A sequência de "Sin City", no entanto, fracassou. O longa cheio de recursos gráficos arrecadou apenas US$ 6,5 milhões. O primeiro filme da série, de 2005, arrecadou mais de US$ 29 milhões na estreia.
Filme: Os Mercenários
Genêro: Ação
Sinopse: Em Os Mercenários 3, Barney (Sylvester Stallone), Christmas (Jason Statham) e o resto do time ficam cara a cara com Conrad Stonebanks (Mel Gibson), que anos atrás co-fundou Os Mercenários com Barney. Stonebanks tornou-se um traficante de armas cruel e Barney foi forçado a matá-lo...ou assim ele pensava. Stonebanks, que escapou da morte, tem como missão acabar com grupo, mas o personagem de Stallone tem outros planos. Ele decide que precisa encarar o sangue velho com sangue novo e traz uma nova era de membros para a equipe, recrutando indivíduos que são mais jovens, mais rápidos e mais tecnológicos. A última missão se tornará um embate entre o estilo clássico dos veteranos contra conhecimento em alta tecnologia na batalha mais pessoal dos Mercenários.
Filme: O Menino no Espelho
Genêro: Infantil
Sinopse: Em uma época em que a pirotecnia digital acelera exponencialmente o ritmo dos filmes infanto-juvenis, em especial os norte-americanos, "O Menino no Espelho", de Guilherme Fiuza Zenha, parece anacrônico. Mas é justamente por ir contrariamente ao que se tornou o convencional para o público que esta produção, estrelada por Mateus Solano, encontra sua maior riqueza. O filme estreou na quinta (7). Baseado no livro homônimo do escritor mineiro Fernando Sabino (1923-2004), no qual inseriu memórias de sua infância em Belo Horizonte da década de 1930, o filme retrata as aventuras do jovem Fernando (Lino Facioli). Com oito anos, sua criatividade é tão aguçada quanto sua capacidade de se envolver em encrencas. Líder de seu grupo de amigos, seu sonho é ter um sósia que arque com seus deveres familiares e escolares, ao mesmo tempo em que assume a responsabilidades pelas estripulias. Enquanto seu pai (Solano) é indulgente com seu comportamento, sua mãe (Regiane Alves) já cogita enviá-lo para um colégio interno militar. É nesse contexto em que sua imagem no espelho ganha vida para se tornar Odnanref (seu nome ao contrário). Com um duplo obediente, o menino passa a aproveitar suas tardes em pescarias, ou puro ócio, e desvendar os mistérios de uma casa mal-assombrada. Tudo isso, porém, até Odnanref assumir o controle da vida de ambos. Filmado em Cataguases, interior de Minas Gerais, Zenha contou com um trabalho excepcional do diretor de arte José Roberto Eliezer (de "O Cheiro do Ralo"). Além também de uma pesquisa histórica que insere alguns personagens que, possivelmente, exigirão certa explicação para as crianças depois da projeção, como é o caso dos integralistas, liderados pelo Major Faria (Ricardo Blat). Quase nostálgica, a produção fala de uma época contrária à tecnológica, repleta de games, tablets e computadores. Na visão do diretor (que também assina o roteiro), a história remete o espectador a uma infância mágica, em que o espaço do brincar (a rua, a praça, o quintal) ainda era imprescindível. Uma mensagem, enfim, a todos os pais também.
Filme: Jogos Vorazes: A Esperança Parte 1
Genêro: Ação
Sinopse: A espera terminou. Depois de várias campanhas de divulgação, a Lionsgate finalmente divulgou o primeiro trailer de Jogos Vorazes: A Esperança Parte 1. No terceiro filme da franquia, Jennifer Lawrence reprisa o papel de Katniss, que foi recrutada pelo rebelde Distrito 13 para ajudar na tarefa de fazer os cidadãos de Panem se rebelarem contra o governo corrupto da Capital. Josh Hutcherson e Liam Hemsworth também voltarão no terceiro filme. Dirigido por Francis Lawrence, o filme é a primeira parte da adaptação do terceiro livro da escritora Suzanne Collins. Jogos Vorazes: A Esperança Parte 2 deve chegar aos cinemas em 20 de novembro de 2015.
Filme: Vingadores 2: Mulher-Hulk pode estrear no novo fil
Genêro: Ficção
Sinopse: A gente já sabe que Os Vingadores: A Era De Ultron vai marcar a estreia de Mercúrio e da Feiticeira Escarlate, personagens que não apareceram no primeiro filme da franquia. Só que, aparentemente, vem mais surpresas por aí. Segundo o Christian Today, alguns estão considerando a possibilidade de que a Mulher-Hulk possa integrar o elenco do novo filme. Chamada nas HQs de Jen Walters, a Mulher-Hulk é advogada e prima de Bruce Banner e se transforma na heroína depois de receber uma transfusão de sangue. Durante um encontro com fãs, Mark Ruffalo, que interpreta o herói nos filmes, foi questionado sobre a possibilidade da personagem integrar o universo Marvel. Os fãs também perguntaram quem seria uma boa atriz para a função: "Oh, é muito louco. Bem, eu acho que Zoe Saldana seria um grande Mulher-Hulk. Seria bom ver alguém como ela se juntar aos Vingadores. Ou alguém tranquila e recatada como Emma Stone também seria bom", disse o ator.
Anteriores  11 12 13 14 15 16 17 18 19 20  Próximas
* É necessário a confirmação da disponibilidade imediata do filme na locadora.
Rádio Online
TV Online

Tv Ofértas Seu canal de compras (play Boy)
Publicidade
Resolução Mínima de 800x600 © Copyright 2007, Noca.com.br
Desenvolvido por Mundi Brasil