Topo
E-mail redacao@noca.com.br
Faça do NOCA sua home Página inicial
Data Sexta-feira, 18 de janeiro de 2019
Anuncie Anuncie
       
Topo
Mural
BOM DIA! LÉA, quero ouvir a musica Miragem no Deserto com a Banda Noda de Cajú. Abraç...
FLAVIO VILANOVA ''O ADVOGADO", BRASILIA - DF
Boa noite! MEREÇO GANHAR PORQUE SOU FÃ DO PORTAL NOCA E DESSA DUPLA !ALEM DISSO, ACOMPANHO...
LIDINEIA DOS SANTOS ALMEIDA PINHO, Caxias ma - MA
+ mais mensagens
 
Faça sua Busca!

Notícias Colunas
Roberto Rocha

A Matriz do Progresso

Aumentar Fonte   Diminuir Fonte
 
20/09/2009 21:57h

Quem semeia estradas, colhe progresso. Quando a BR 230 foi construída, ao tempo em que meu pai era governador do Maranhão, ninguém poderia prever o ciclo virtuoso de desenvolvimento que a região estaria iniciando. De certo modo Balsas tornou-se a única matriz econômica do nosso Estado, por força do empreendedorismo de tantos brasileiros que para lá acorreram.

É triste ver que nosso Estado não teve capacidade de transformar suas riquezas naturais em conhecimento e fartura para sua gente. Mas a região de Balsas segue sendo um exemplo das imensas potencialidades de nossa terra.

Para desabrochar em toda a sua capacidade a região precisa enfrentar dois desafios que tem sido, ao longo dos anos, os principais gargalos ao seu crescimento: as condições de escoamento e o suprimento de energia.

Essas são condições também para que o Maranhão deixe de ser apenas um exportador de commodities e passe a ser também um produtor, beneficiando nossas matérias primas e gerando oportunidades de emprego e renda. Tenho lutado há anos para que o trajeto que leva a soja e outros produtos até o Porto do Itaqui seja reconhecido como a nossa via real, o corredor de riquezas que irá destravar o desenvolvimento do Estado.

Finalmente, nesta semana, recebi a informação da Direção-Geral do DNIT de que a BR 230 será completamente reconstruída. Já foi anunciada a licitação da obra no trecho de Balsas a Estreito, em três lotes: Balsas/Riachão, Riachão/Carolina, Carolina/Estreito. É uma obra de quase 200 milhões de reais que sinalizará a redenção econômica de vários municípios.

Desde que assumi este mandato, em 2007, venho trabalhando também para que o Ministério de Minas e Energia, a Agência Nacional de Energia Elétrica, a CEMAR, distribuidora maranhense de energia possam fazer um ponto de suprimento, puxando energia de volta de Ribeiro Gonçalves até Balsas.

É uma obra de 90 quilômetros, que finalmente está em curso, com previsão de conclusão para o final de 2010.

O suprimento dessa energia finalmente dará a Balsas a condição para que se instalem indústrias de beneficiamento, vencendo o verdadeiro desafio das regiões produtoras de grãos do país, que é produzir não apenas o grão, o produto primário, o vegetal, mas ser capaz de transformá-lo em proteínas.

A conjugação da energia com a reconstrução da estrada projeta para a região a condição de tornar-se de fato um pólo de desenvolvimento, capaz de absorver grandes indústrias e inaugurar um ciclo de crescimento sustentável duradouro.

| Versão para Impressão | Enviar por e-mail |
Últimas Notícias Colunas Anteriores
31/05 - O guarnicê cívico
20/09 - A Matriz do Progresso
*As informações, notícias e opiniões expressadas neste espaço são de inteira responsabilidade do colunista.
Rádio Online
TV Online

Tv Ofértas Seu canal de compras (play Boy)
Publicidade
Resolução Mínima de 800x600 © Copyright 2007, Noca.com.br
Desenvolvido por Mundi Brasil