Topo
E-mail redacao@noca.com.br
Faça do NOCA sua home Página inicial
Data Sábado, 18 de novembro de 2017
Anuncie Anuncie
       
Topo
Mural
gostaria de mandar um abraço para minha irmã Ana Lucia, que mora no bairro castelo branco....
Maria Reis Sousa, Salvador - BA
BOM DIA LEA.Quero ouvir a musica TU LEVASTE MINHA VIDA com o Cantor TONY CARREIRO. Abraços FLAV...
FLAVIO VILANOVA O ADVOGADO, BRASILIA - DF
+ mais mensagens
 
Faça sua Busca!

Notícias Colunas
Catulé Júnior

Teodomiro Carneiro dos Santos Neto

Aumentar Fonte   Diminuir Fonte
 
15/04/2011 12:26h

Um dia depois de ter fraturado a perna, e recém saído da mesa de cirurgia, recebi uma notícia que doeu ainda mais que a dor física: o falecimento de um grande amigo.

Depois de travar um duelo com a mais letal e impiedosa das doenças, Teodomiro descansou. Foi uma luta dura e desleal, e por esse motivo imprópria de destaque.

Desde criança tive o privilégio de gozar de seu convívio. Sempre admirei o firme e sincero laço de amizade construído entre ele e meu pai. Aprendi com essa amizade o real sentido de lealdade e companheirismo, que nunca sucumbe, nem desafina.

Nestes últimos anos estreitei meu relacionamento com ele, e pude perceber, de forma ainda mais nítida, um homem de hábitos simples, que através de sua conduta direta e franca, quase que ingênua, conquistava todos ao seu redor.

Os amigos eram defendidos e apoiados sobre qualquer situação e pretexto. Para muitos destes, Téo, como era cariosamente chamado, servia de porto seguro onde se poderia extrair a palavra amiga e oportuna.

Vereador de Caxias por 04 mandatos, presidente da Câmara no biênio 89/90, gerente regional no governo José Reinaldo, diretor do serviço autônomo de água e esgoto de Caxias por duas gestões, Teodomiro imprimiu em sua vida pública a mesma marca que lhe acompanhou por toda existência: simplicidade, eficiência e lisura.

Foi um digno representante de sua comunidade, apresentou proposições que destacaram-se por traduzir os reais anseios e necessidades da cidade, e principalmente de uma de suas grandes paixões: o bairro Trezidela.

É impossível tecer qualquer homenagem ao Teodomiro sem citar aquela que, sem dúvida alguma, foi sua companheira de alma: Dona Graça.

Era tarefa hercúlea definir onde começava um e terminava o outro. Talvez, por este motivo, tenho o alento de saber que toda vez que olhá-la, também estarei enxergando a imagem dele.

Mande seus comentários, sugestões ou críticas através do e-mail: catulejr@hotmail.com

| Versão para Impressão | Enviar por e-mail |
Últimas Notícias Colunas Anteriores
27/04 - Segurança Pública
15/04 - Campanha ''Diga Não ao Crack''
15/04 - Teodomiro Carneiro dos Santos Neto
21/03 - Tonga da mironga do kabuletê
21/02 - Pra debaixo do tapete
29/11 - A vida imita a arte
27/09 - A decisão
13/09 - Podemos confiar?
30/08 - Precisava isso?
24/05 - Alto preço
*As informações, notícias e opiniões expressadas neste espaço são de inteira responsabilidade do colunista.
Rádio Online
TV Online

Tv Ofértas Seu canal de compras (play Boy)
Publicidade
Resolução Mínima de 800x600 © Copyright 2007, Noca.com.br
Desenvolvido por Mundi Brasil