Topo
E-mail redacao@noca.com.br
Faça do NOCA sua home Página inicial
Data Sexta-feira, 18 de janeiro de 2019
Anuncie Anuncie
       
Topo
Mural
BOM DIA! LÉA, quero ouvir a musica Miragem no Deserto com a Banda Noda de Cajú. Abraç...
FLAVIO VILANOVA ''O ADVOGADO", BRASILIA - DF
Boa noite! MEREÇO GANHAR PORQUE SOU FÃ DO PORTAL NOCA E DESSA DUPLA !ALEM DISSO, ACOMPANHO...
LIDINEIA DOS SANTOS ALMEIDA PINHO, Caxias ma - MA
+ mais mensagens
 
Faça sua Busca!

Notícias Colunas
Jotônio Vianna

Efeito união

Aumentar Fonte   Diminuir Fonte
 
03/05/2014 12:00h

Não há mais dúvida que as oposições maranhenses vão marchar unidas na disputa de 2014. A despeito de todas as tentativas da oligarquia para fracionar as forças do campo adversário, principalmente através da estratégia da velha e disfarçada cooptação de suas lideranças (um recurso usado de forma eficiente por décadas pelo grupo Sarney), a guerra agora será plebiscitária. Nessa condição, o povo dirá o que quer para o futuro do Maranhão no dia 5 de outubro vindouro.

O efeito da união das forças oposicionistas estaduais também deve se refletir na Princesa do Sertão e em todo o leste maranhense. Além de filiados ao PSDB, outros militantes locais do PPS e de outras siglas locais agora se verão ante a natural exigência de ou se posicionar publicamente a favor de Flávio Dino (PCdoB) ou contra este. No próprio caso de integrantes do PSDB local a atitude anticoutinho deve sofrer alteração ou mudar para um tom mais ameno e, por fim, acabar. A reviravolta provocada com a renúncia de Luís Fernando (PMDB) à candidatura de governador, portanto, só agora chega às suas consequências finais.

Além disso, não é impossível haver mudança inclusive no discurso da oposição local situada na Câmara Municipal. O que se ouve nos bastidores é que já haveria emissários atrás de entabular conversa nesse meio de caminho. E como a palavra "não" em política não existe de fato, ou pelo menos no sentido literal do termo, não se descarta "surpresas" na área.

Resistência

A propósito, o que se sabe nas coxias estaduais é que Edinho Lobão tem encontrado muita resistência nas suas tentativas para recompor o legado partidário deixado por Luís Fernando.

Exemplos

.O caso do prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira (PSDB), é apenas o mais reluzente deles no sul maranhense. Mas há outros inúmeros exemplos que se espalham em todas as regiões do estado, por enquanto abafados.

Reticente

.No leste, então, desde o momento da notícia da "queda" de Luís Fernando, já foi possível ouvir nos bastidores o desabafo de muita gente que se mostrou reticente até para se encontrar e tratar do assunto com "Lobinho".

Ficha

.A euforia inicial dos sarneyzistas estaduais com a recepção a Lobão em São Luís, dias atrás, após caída a ficha, agora se mostra arrefecida pela realidade indiscutível das negociações fechadas com Flávio Dino.

Crachá

.Quer dizer, a coisa não está boa para o grupo sarneyzista. Nem a reconhecida estrutura e a força da máquina estadual estampadas no crachá da oligarquia têm sido suficientes para atrair aliados apaixonados.

Termômetro

.A Casa, óbvio, é (ou deveria ser) o melhor termômetro para auferir o agrado ou desagrado dos edisanticoutinhos com a escolha do atual candidato a governador do grupo Sarney.

Doril?

Depois do escarcéu provocado pelas suas declarações nas redes sociais, o médico oncologista GlautoTuquarre teria tomado doril.

Rendendo

.O que não diminuiu a ira dos colegas com o "detonador", pois a coisa continua rendendo em torno da direção do Hospital Geral.

Lenha

.Pior, outros colegas não atingidos pelas denúncias do suposto controle do Hospital Geral pelo quinteto apontado (e não nominado) estariam querendo pôr mais lenha na fogueira!

Regulamentação

Léo Coutinho não pode deixar de cumprir o compromisso assumido com a categoria dos mototaxistas, dia 30 passado, de, enfim, regulamentar o serviço em Caxias.

Regulamentação II

.A batida história da regulamentação tem sido empurrada com a barriga há anos, desde que o serviço foi criado ainda na gestão da ex-prefeita Márcia Marinho (PMDB).

Influência

.Por todo esse tempo, a questão não foi resolvida simplesmente por má influência de vereadores e outros aliados políticos dos governos de Márcia Marinho, Humberto Coutinho (PDT) e do próprio Léo Coutinho.

GONZO

Acordo? - Aparentemente, a confraria legislativa parece ter chegado a um acordo em relação à malfadada "divisão" de faz-me-rir na Casa do Povo, pois não se ouve mais ninguém reclamando de barriga vazia!!!

Trabalho - Viram como, enquanto o Dia do Trabalho foi palco de centenas de manifestações dos trabalhadores pelo mundo afora, aqui no Brasil a coisa pareceu "carnaval fora de época" acrescido de shows e sorteio de prêmios, brindes???!!!. Tudo verde e amarelo!!!

| Versão para Impressão | Enviar por e-mail |
Últimas Notícias Colunas Anteriores
29/05 - Posição estratégica
22/05 - Falta de foco
17/05 - Estupefação em Caxias
10/05 - Voto camarão?
09/05 - Coisa amarrada
08/05 - Velhos ardis
04/05 - O poder que se esvai
03/05 - Efeito união
30/04 - Parece pouco?
27/04 - Do zero
*As informações, notícias e opiniões expressadas neste espaço são de inteira responsabilidade do colunista.
Rádio Online
TV Online

Tv Ofértas Seu canal de compras (play Boy)
Publicidade
Resolução Mínima de 800x600 © Copyright 2007, Noca.com.br
Desenvolvido por Mundi Brasil