PUBLICIDADE


Últimas postagens

Por que pintamos o meio-fio de branco?

Você já se perguntou alguma vez por que se pinta os meios-fios de ruas, avenidas e praças? Esta é uma prática bastante comum em países de terceiro mundo e, no Brasil, em cidades de pequeno porte, embora também seja usual nas capitais. No nordeste, folcloricamente as vésperas de grandes inaugurações ou eventos importantes nos municípios, costuma-se passar cal para reforçar a idéia de limpeza e...
Continuar lendo
Data:23/05/2019 05:54

O 13 de maio de Caxias

No dia 13 de maio, um grupo de homens da mais alta classe comercial, intelectual e social, se reuniam pela primeira vez com o único objetivo: libertar escravos. Dessa reunião, uma escrava que pertencia a um desses senhores ganhou sua liberdade. Mas não é o 13 de maio de 1888, dia em que a Princesa Isabel assinou a Lei Aurea encerrando a escravidão no Brasil, a qual me refiro. Foi um ano antes, em uma sexta-feira, 13 de maio de 1887 na cidade de Caxias,...
Continuar lendo
Data:16/05/2019 15:55

A arquitetura invisível de Caxias

Tema recorrente em meus artigos ultimamente é mostrar como a cidade de Caxias vem perdendo o dialogo com seu cidadão, tanto na questão urbana como na patrimonial. A mensagem que a cidade nos passa é a de um aglomerado cada vez mais confuso, conflituoso e inquietante para quem trafega por suas ruas e calçadas. Não é só se desviar de entulhos, buracos, rampas ou automóveis estacionais irregularmente. O espaço urbano é...
Continuar lendo
Data:09/05/2019 15:30

Histórias da política brasileira II

Antes mesmo que Getúlio Dornelles Vargas tivesse seu nome conhecido em todo o Brasil como Presidente da República e, posteriormente, ditador, ele passaria a ser conhecido no noticiário nacional como Ministro da Fazenda. Embora tenha exercido o mandato de Deputado Federal por duas vezes (1923 até 1926), era um politico reconhecido apenas no seu estado Rio Grande do Sul.  A primeira fase de nosso sistema republicano conhecida como ‘República...
Continuar lendo
Data:02/05/2019 16:31

Aquele velho casarão

Cada vez que um casarão histórico cai, vai junto com o entulho parte da história de uma pessoa, de uma família, vizinhança daquele espaço e também de toda uma cidade.  Na cidade de Viana (MA), o que restava de um desses casarões, ruiu devido as fortes chuvas que caíram na cidade. Mas o problema não foi a água que caiu do céu, afinal é um fenômeno natural. A queda de sua fachada foi o processo...
Continuar lendo
Data:25/04/2019 11:05

Malhar o Judas

Era tradição em Caxias no sábado de aleluia, malhar o Judas. Aliás, a religiosidade católica sempre foi ponto forte na cidade, influenciando diretamente a sua vida política e social até o fim do século XX. Festejos como o de São Benedito, procissões, dia santos, finados e a semana santa eram datas muito respeitadas na sociedade. Não se saia de casa, não se comia. Tinha gente que até não tomava...
Continuar lendo
Data:18/04/2019 21:31

A Teoria das Janelas Quebradas no contexto patrimonial e urbano de Caxias

A Teoria das Janelas Quebradas é um estudo sobre a psicologia humana que retrata a desordem e a criminalidade social, utilizando-se de uma simples janela quebrada como metáfora, para representar o princípio da decadência de todo um ambiente. Nos anos 60 professor da universidade americana de Stanford, Dr. Philip Zimbardo (famoso por outro experimento, o polêmico ‘Experimento de Aprisionamento de Stanford’) e sua equipe deixaram dois carros...
Continuar lendo
Data:11/04/2019 11:34

Histórias da política brasileira I

O dia era 23 de outubro de 1889. A Escola Militar situada na Praia Vermelha (atual bairro da Urca) estava de portas abertas e bem iluminada pra um evento de gala. Naquele dia, os futuros oficiais recebiam os militares do Chile que estavam em visita de cortesia ao Brasil. Naquele momento o Rio de Janeiro, então capital federal, estava em rebuliço. Os últimos embates entre os militares e o Governo Imperial na chamada ‘Questão Militar’, ajudara a deteriorar...
Continuar lendo
Data:04/04/2019 07:26

As duas mortes de um homem

Um jovem admirador ao lado de Firmino Freitas e Rodrigo Baima na ACL, 2004. Poucos são os homens que morrem duas vezes. Somente aqueles que tiveram a honraria, o privilégio e a felicidade de transcender para a Verdadeira Luz, podem ter o regozijo de afirmar que morreu e nascera novamente. Quando o homem começa a morrer? A pergunta parece não ter resposta, mas ela é óbvia. Basta nascer para que comece a morrer. A morte se inicia com a vida. O...
Continuar lendo
Data:28/03/2019 11:50

Um ano atrás

Neste dia 23 de março de 2019, completa-se um ano da perda de um ilustre caxiense: Eziquio Barros Filho. Dr. Eziquio pertencia a uma geração de médicos conhecidos como ‘médicos humanistas’. Os médicos que eram conhecidos por amor e dedicação a profissão e muitas vezes sequer recebiam por consultas. A cidade teve grandes doutores da medicina atendendo a população dessa forma, como Gentil Pedreira, Miron...
Continuar lendo
Data:21/03/2019 10:05


< Anterior Próxima >
Página 1 de 2

PUBLICIDADE

Responsive image
© Copyright 2007-2019 Noca -
O portal da credibilidade
Este site é protegido pelo reCAPTCHA e pelo Google:
A Política de Privacidade e Termos de serviço são aplicados.
Criado por: Desenvolvido por:
Criado por: Desenvolvido por: