Topo
E-mail redacao@noca.com.br
Faça do NOCA sua home Página inicial
Data Segunda-feira, 21 de janeiro de 2019
Anuncie Anuncie
       
Topo
Mural
BOM DIA! LÉA, quero ouvir a musica Miragem no Deserto com a Banda Noda de Cajú. Abraç...
FLAVIO VILANOVA ''O ADVOGADO", BRASILIA - DF
Boa noite! MEREÇO GANHAR PORQUE SOU FÃ DO PORTAL NOCA E DESSA DUPLA !ALEM DISSO, ACOMPANHO...
LIDINEIA DOS SANTOS ALMEIDA PINHO, Caxias ma - MA
+ mais mensagens
 
Faça sua Busca!

Notícias Colunas
Política

Temer faz balanço e diz que tem muito por fazer até o fim do governo

Aumentar Fonte   Diminuir Fonte
 
16/05/2018 07:06h

Em discurso de aproximadamente uma hora para apresentar o balanço de dois anos de seu governo, o presidente Michel Temer afirmou ontem (15) à tarde, durante cerimônia no Palácio do Planalto, que ainda resta "muito por fazer" nos meses que faltam para o fim do governo. Temer falou a uma plateia de ministros e parlamentares aliados. "Temos sete meses pela frente, temos muito por fazer e podemos fazer. Se em dois anos fizemos tudo isso, em sete meses podemos fazer pelo menos [mais] um terço".

Ao falar sobre o evento, o presidente, que assumiu o poder no dia 12 de maio de 2016, após o impeachment de Dilma Rousseff, frisou que não se tratava de uma comemoração, "mas de uma prestação de contas". Segundo ele, "foram muitas realizações em pouco tempo", ao creditar ao seu governo o fim da recessão econômica no país; a queda na taxa de juros, que atingiu o menor nível da história, e do risco Brasil; além de resultados recordes na balança comercial e melhoria no desempenho das empresas do país na Bolsa de Valores.

Para o presidente, o desemprego vem dando "claros sinais de recuperação", citando dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, que aponta saldo positivo de mais de 200 mil novas vagas criadas desde o início do ano. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a taxa de desocupação está em 13,1% no país.

Durante o discurso, Temer citou, uma a uma, quase todas as ações listadas na cartilha lançada pouco antes, que enumera 83 medidas de seu governo em dois anos de gestão. O presidente fez um elogio à equipe e um agradecimento específico aos parlamentares da base aliada. Segundo Temer, os deputados e senadores "colocaram o Brasil acima de qualquer interesse político-partidário". O presidente reafirmou que o diálogo foi uma marca de seu governo, classificado por ele como "semipresidencialista".

Recado aos desempregados
Além disso, Temer repetiu o que já dissera em seu pronunciamento do Dia do Trabalhador e pediu que os desempregados do Brasil não percam a esperança e "não aceitem outro Brasil".

"Agradeço a todos, mas também aos nossos milhões de trabalhadores e trabalhadoras que diariamente fazem o Brasil acontecer. A você que ainda procura um emprego, eu não esqueci o meu compromisso assumido no Dia do Trabalho. O Brasil cresce e a nossa esperança cresce junto. Não percam a esperança e não aceitem outro Brasil".

Críticas à oposição
O presidente encerrou o discurso com o que chamou de uma "mensagem político-institucional à nação". Ele pregou a necessidade de pacificação do país e disse que é preciso separar o momento político-eleitoral, quando todos se contestam e debatem o que consideram o melhor para o país, do político-administrativo. "Que logo após as eleições venha o momento chamado político-administrativo, em que todos devem se unir em busca do bem comum".

Temer criticou também setores de oposição, em âmbito municipal, estadual e federal. Segundo ele, políticos fazem oposição sem argumentos, apenas porque não foram eleitos. "Eu espero que, logo depois das eleições, as pessoas possam pensar nos problemas do país e não no fato de ter ganho ou perdido a eleição".

Fonte: Agência Brasil

| Versão para Impressão | Enviar por e-mail |
Últimas Notícias Últimas Notícias Listar Todas
20/01 - Em pesquisa de preços de material escolar em Caxias, Procon encontra variação de até 199%
20/01 - Sobre uns fantasmas
20/01 - PRF realizará leilão de mais de 300 veículos apreendidos em Caxias
20/01 - Polícia Militar recupera moto roubada no bairro Seriema
20/01 - Homem mais velho do mundo morre aos 113 anos no Japão
20/01 - Papa lança perfil em app que permite a seguidores ''rezarem'' com ele
20/01 - Caso de Flávio Bolsonaro ''não tem nada'' a ver com governo, diz Mourão
20/01 - Único eclipse total lunar do ano poderá ser visto nesta madrugada
19/01 - Padrasto é preso por estupro contra enteada de 12 anos
19/01 - Marcelo Yuka, letrista d''O Rappa, morre aos 53 anos
Rádio Online
TV Online

Tv Ofértas Seu canal de compras (play Boy)
Publicidade
Resolução Mínima de 800x600 © Copyright 2007, Noca.com.br
Desenvolvido por Mundi Brasil