Topo
E-mail redacao@noca.com.br
Faça do NOCA sua home Página inicial
Data Sábado, 20 de outubro de 2018
Anuncie Anuncie
       
Topo
Mural
Fiquei muito orgulhoso por meu tio irmão de minha mãe ser agraciado por essa reportagem da...
Danilson Reis, Caxias - MA
BOA TARDE Nice Coelho, quero ouví a musica Miragem no Deserto com a Banda Noda de Cajú. Ab...
FLAVIO VILANOVA O ADVOGADO, BRASILIA - DF
+ mais mensagens
 
Faça sua Busca!

Notícias Colunas
Esporte

EUA, Canadá e México serão sede da Copa do Mundo 2026

Aumentar Fonte   Diminuir Fonte
 
13/06/2018 09:42h

Depois de 32 anos, os Estados Unidos voltarão a sediar a uma Copa do Mundo. O país receberá junto com Canadá e México o torneio em 2026.

A candidatura batizada de United 2026 superou o Marrocos em votação realizada nesta quarta-feira (13) no 68º Congresso da Fifa, em Moscou.

A United 2026 obteve 134 votos de 203 possíveis, o que equivale a 67%. A candidatura marroquina teve 65 votos (33%), enquanto nenhuma das duas candidaturas recebeu um voto. Foram ainda três abstenções.

Das 210 associações nacionais presentes no Congresso, sete não tiveram direito a voto. As quatro envolvidas na disputa e Guam, Porto Rico e Ilhas Virgens Americanas. Isso porque são territórios administrados pelos EUA.

"É um dia de muita emoção para nós. Em nome da nossa candidatura, muito obrigado por nos darem o privilégio de ter este torneio em 2026", disse Carlos Cordeio, presidente da federação americana de futebol e um dos chefes da United 2026.

O torneio será realizado em 10 cidades americanas, três canadenses e três mexicanas. O México, aliás, será o primeiro país da história a receber por três vezes um Mundial. Foi sede em 1970 e 1986.

Os Estados Unidos ainda precisarão cortar sete das 17 cidades pré-selecionadas.

A proposta prevê a realização de três jogos de abertura, um em cada país. Serão sedes destas partidas Toronto (CAN), Los Angeles (EUA) e Cidade do México.

O Mundial de 2026 será o primeiro da história a contar com 48 seleções. Isso caso não aja uma reviravolta improvável para o Qatar-2022.

A vitória da candidatura norte-americana na eleição deve dar mais tranquilidade para a Fifa nos próximos oito anos.

Isso porque toda a infraestrutura esportiva e de transporte dos países já está pronta. Avaliação de observadores da entidade deu uma média de 4 pontos em 5 possíveis.

As únicas despesas teriam a ver com a competição em si, em termos de segurança, contratação de funcionários, montagem de centros de imprensa, entre outros. O valor estimado é de US$ 2,16 bilhões (R$ 8,1 bilhões), já prevendo a inflação até 2026.

Com a United 2026 vencedora, será um retorno do Mundial ao eixo protagonista de grandes eventos e com longo know-how, após uma sequência de Copas na África do Sul, Brasil, Rússia e Qatar.

A United fala em US$ 11 bilhões (R$ 41 bilhões) de lucro para a Fifa com o Mundial, o que seria um recorde histórico.

Fonte: Fábio Aleixo/ Folhapress

| Versão para Impressão | Enviar por e-mail |
Últimas Notícias Últimas Notícias Listar Todas
19/10 - PM detém dupla com arma de fogo e moto roubada no bairro Salobro
19/10 - 1º Aviva Caxias acontece neste sábado (20)
19/10 - Homem de 69 anos está desaparecido e família pede ajuda em Caxias
19/10 - Cigarros contrabandeados são apreendidos no bairro Caldeirões
19/10 - Brasil foi o país que mais perdeu milionários, diz Credit Suisse
19/10 - Pit bull é morto com quatro tiros após atacar outro cão
19/10 - Mulher é condenada a 13 anos por matar homem que insistiu em beijá-la
19/10 - Datafolha: Bolsonaro tem 59% dos votos válidos; Haddad tem 41%
18/10 - Bandidos roubam loja com farda da Cemar no bairro Cohab
18/10 - Homem morre após ser atropelado por carro em Caxias
Rádio Online
TV Online

Tv Ofértas Seu canal de compras (play Boy)
Publicidade
Resolução Mínima de 800x600 © Copyright 2007, Noca.com.br
Desenvolvido por Mundi Brasil