Topo
E-mail redacao@noca.com.br
Faça do NOCA sua home Página inicial
Data Segunda-feira, 19 de novembro de 2018
Anuncie Anuncie
       
Topo
Mural
BOM DIA! LÉA, quero ouvir a musica Miragem no Deserto com a Banda Noda de Cajú. Abraç...
FLAVIO VILANOVA ''O ADVOGADO", BRASILIA - DF
Boa noite! MEREÇO GANHAR PORQUE SOU FÃ DO PORTAL NOCA E DESSA DUPLA !ALEM DISSO, ACOMPANHO...
LIDINEIA DOS SANTOS ALMEIDA PINHO, Caxias ma - MA
+ mais mensagens
 
Faça sua Busca!

Notícias Colunas
Violência

Número de assassinatos cresce e atinge 63,8 mil no Brasil em 2017

Aumentar Fonte   Diminuir Fonte
 
10/08/2018 07:04h
Marco Ambrósio/Futura Press/Folhapress
Número de homicídios dolosos aumentaram 2,2%
Número de homicídios dolosos aumentaram 2,2%

O número de mortes violentas no país cresceu e chegou a 63.880 em 2017, de acordo com dados divulgados pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública nessa quinta-feira (9). O número representa um avanço de 2,9% na comparação com 2016, quando 62.517 pessoas foram mortas no país.

Para se ter uma ideia, o número representa uma média de 175 mortes por dia.

O número de assassinatos representa uma taxa de 30,8 por 100 mil habitantes, um aumento em relação aos 30,3 por 100 mil registrados no ano de 2016.

O Rio Grande do Norte lidera a estatística de mortes violentas, com 68 assassinatos para cada 100 mil habitantes. Em seguida, aparecem o Acre (63,9/100 mil) e o Ceará (59,1 a cada 100 mil).

Por outro lado, a menor taxa de assassinatos pertence a São Paulo, onde houve 10,7 mortes para cada 100 mil habitantes em 2017. Na segunda posição vem Santa Catarina (16,5) e, em seguida, o Distrito Federal (18,2).

Os homicídios dolosos, aqueles com a intenção de matar, totalizaram 55.900 no ano passado - um aumento de 2,9% na comparação com 2016. Já os latrocínios, que são os roubos seguidos de morte, chegaram a 2.460 em 2017 - recuo de 8,2% na comparação com 2016.

Confrontos com a polícia

Os dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública apontam também que houve um aumento expressivo de mortes em intervenções policiais. Ao todo, 5.144 pessoas perderam a vida após confrontos com a polícia em 2017 - alta de 20% na comparação com 2016. O número representa uma média de 14 pessoas mortas por dia.

Ao mesmo tempo, 367 policiais morreram em 2017 - queda de 4,9% em relação a 2016. Significa que, em média, 1 policial civil ou militar foi assassinado por dia em 2017.

Mulher como alvo

O anuário do Fórum Brasileiro de Segurança Pública também apontou que os crimes contra a mulher subiram em 2017. Os estupros totalizaram 60.018 - alta de 8,4% em relação a 2016.

O número de mulheres vítimas de homicídio cresceu 6,1% no ano passado, quando 4.539 pessoas do sexo feminino foram assassinadas.

Os feminicídios, assassinatos provocados apenas pelo fato de a vítima ser mulher, chegaram a 1.133 em 2017.

Por fim, quanto às agressões enquadradas na Lei Maria da Penha, ocorreram 221.238 registros de violência doméstica em 2017 (lesão corporal dolosa) - isso representa 606 casos por dia no Brasil.

Fonte: R7

| Versão para Impressão | Enviar por e-mail |
Últimas Notícias Últimas Notícias Listar Todas
18/11 - Campanha de Vacinação Antirrábica: Caxias ultrapassa meta preconizada pelo Ministério da Saúde
18/11 - PRF apreende carro roubado durante fiscalização em Caxias
18/11 - Polícia prende autor confesso de homicídio em residência no Seriema
18/11 - Polícia Civil recupera moto roubada em Aldeias Altas
18/11 - Papa pede que espaço para mulheres seja ampliado na Igreja
18/11 - Ninguém acerta a Mega-Sena e prêmio acumulado é R$ 43,5 milhões
18/11 - Médicos formados no exterior tentam validar diploma no Brasil
18/11 - Morte do prefeito de Davinópolis foi planejada e teve mandante
16/11 - Etapa do Maranhense de Beach Soccer tem média de 6,7 gols por jogo
16/11 - Inscrição para seleção do IFMA Caxias de professor substituto termina hoje
Rádio Online
TV Online

Tv Ofértas Seu canal de compras (play Boy)
Publicidade
Resolução Mínima de 800x600 © Copyright 2007, Noca.com.br
Desenvolvido por Mundi Brasil