PUBLICIDADE

Turismo

Governo e UFMA firmam parceria para contribuir com o Plano Nacional de Qualificação do Turismo

Na primeira fase, serão feitas visitas aos municípios que fazem parte de rotas estratégicas, como a Rota das Emoções.

Por: Secom/ Governo do Maranhão | Data: 07/08/2020 18:56
Compartilhar

Representantes da Setur e da UFMA debateram a necessidade de qualificação para o público relacionado a cadeia produtiva do turismo (Foto: Divulgação)

Diagnosticar a necessidade de qualificação para o público relacionado a cadeia produtiva do turismo, esse foi o principal tema tratado em reunião na tarde dessa sexta-feira (7), entre a Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e a Secretaria de Estado do Turismo (Setur). A parceria firmada orientará a implantação da política nacional de qualificação.

Na primeira fase, serão feitas visitas aos municípios que fazem parte de rotas estratégicas, como a Rota das Emoções das quais fazem parte os municípios maranhenses de São Luís, Barreirinhas, Paulino Neves, Araioses, Tutóia e Santo Amaro.

O secretário de Estado do Turismo, Catulé Júnior, falou sobre o trabalho desenvolvido na Setur no campo das capacitações. “Temos um portfólio de cursos oferecidos ao trade nos nossos polos turísticos, agora complementados pela plataforma EAD, com quase 5 mil qualificados de 2019 até 2020. Queremos usar essa expertise para contribuir com esse diagnóstico, adequar e melhorar ainda mais o conteúdo oferecido aos profissionais do turismo”, pontuou o gestor da Setur.

Ao final do projeto-piloto, em março de 2021, além de ser possível identificar quais as ofertas e quais as demandas de qualificação existentes nas 30 rotas contempladas pelo Programa Investe Turismo.

No Maranhão, a ação está sendo coordenada pela UFMA com os professores do curso de Turismo, David Bolças, David Andrade e Anderson Miranda e envolve parcerias com diversas entidades.

“Queremos formalizar essa parceria institucional entre a Secretaria Estadual de Turismo, a Universidade Federal do Maranhão, a Universidade Federal de Brasília e o Ministério do Turismo para viabilizar a concepção de análises metodológicas para desenvolver o Plano Nacional de Turismo. Vamos construir métodos, técnicas e um documento referencial levando em consideração a qualidade dessas qualificações no sentido dos seus resultados para a ponta: o turista. A ideia é disponibilizar cursos EAD para o público relacionado a cadeia produtiva do turismo”, explicou o prof. Dr. Anderson Miranda.

PUBLICIDADE

Veja Mais

Comentários

PUBLICIDADE

Responsive image
© Copyright 2007-2019 Noca -
O portal da credibilidade
Este site é protegido pelo reCAPTCHA e pelo Google:
A Política de Privacidade e Termos de serviço são aplicados.
Criado por: Desenvolvido por:
Criado por: Desenvolvido por: